Fernando Fontes

fernando_fontes_fotoFernando Fontes é sociólogo, licenciado e mestre em Sociologia pela Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra – Portugal e doutorado em Sociologia e Políticas Sociais pela Universidade de Leeds – Reino Unido.

É atualmente investigador do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra e visiting research fellow da School of Sociology and Social Policy – University of Leeds, onde desenvolve a sua investigação de pós-doutoramento, financiada com uma bolsa da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (referência SFRH/BPD/80059/2011), sobre violência e crimes de ódio exercidos sobre pessoas com deficiência em Portugal.

Enquanto investigador do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra desenvolve atualmente o projeto ‘Decide – Deficiência e autodeterminação: o desafio da “vida independente” em Portugal’ (2016 – 2019) (financiado pela FCT – Ref. PTDC/IVC-SOC/6484/2014).

Publicações recentes incluem:
– Pessoas com Deficiência em Portugal (Fundação Francisco Manuel dos Santos, 2016);
– Deficiência e Emancipação Social (Almedina, 2016);
– ‘Deficiência e inclusão social: os percursos da lesão vértebro-medular em Portugal’ (Sociologia, Problemas e Práticas, 2015);
– ‘The Portuguese Disabled People’s Movement: development, demands and outcomes’ (Disability & Society, 2014);
– ‘The emancipation of disability studies in Portugal’ (Disability & Society, 2014).

Os seus atuais interesses de investigação centram-se sobre: políticas de deficiência, vida independente para pessoa com deficiência, movimento de pessoas com deficiência e violência e crimes de ódio sobre pessoas com deficiência em Portugal.

14367_capaffAutor da obra “Pessoas com Deficiência em Portugal”
A deficiência pode ser perspetivada de formas diversas, cada uma delas com potenciais de emancipação distintos para as pessoas com deficiência. O presente ensaio pretende abrir uma reflexão sobre esta realidade, de forma a contribuir para um questionamento cultural e sociopolítico dos fenómenos de menorização, opressão, pobreza e exclusão social vivenciados pelas pessoas com deficiência na sociedade portuguesa e para a construção de novos caminhos emancipatórios.

captura-de-ecra%cc%83-2017-01-25-as-17-53-36

 

captura-de-ecra%cc%83-2017-01-25-as-17-54-00

Advertisements